Dezembro Laranja

Estamos em dezembro, mês que dá início ao verão, estação do ano em que o sol, principalmente nas áreas litorâneas, vai ficando mais intenso e consequentemente nossas exposições a ele acabam sendo maiores e mais constantes. Mês também em que é promovida a campanha nacional de combate e prevenção ao câncer de pele, o Dezembro Laranja! 

Por isso nessa época do ano as campanhas de combate e prevenção ao câncer de pele se tornam mais comuns. Contudo muitas vezes os cuidados com a saúde das regiões oculares são deixados de lado, e os casos de danos oftalmológicos vão tornando-se mais frequentes. Por isso não podemos esquecer de que os cuidados com os olhos nessa estação também devem ser redobrados, pois assim como muitos dos males a derme são causados pela radiação intensa e cumulativa dos raios solares, os danos oculares também.

Tumores de pele nas Pálpebras

As pálpebras são os lugares mais comuns para ocorrência de tumores na região do olho, e os principais fatores de risco são causados devido a exposição à radiação solar. Entretanto, os tumores nas pálpebras são mais comuns em pessoas entre 50 e 80 anos, com pele clara. Alguns estudos apontam que os homens são as principais vítimas dos tumores palpebrais.

Esses tumores podem ser benignos ou malignos (câncer) e geralmente costumam ser bem aparentes e visíveis, porém consultas oftalmológicas anualmente são essenciais para detectar precocemente o tumor, e assim diminuir seu risco.

Tumores benignos:

Os tumores benignos não são considerados câncer, mas uma inflamação da glândula da pálpebra pode gerar problemas graves ao aparelho ocular. Em tumores benignos são geralmente utilizados tratamentos tópicos (pomadas, medicamentos).

Os tumores palpebrais benignos mais comuns são: hordéolo (popularmente conhecido como terçol), papiloma e queratose seborreica.

 Tumores malignos (Câncer de pele)

Tumores malignos nas pálpebras são canceres que podem ser acarretados por dano ultravioleta (raios solares), por algum trauma ou infecção e pelo vírus HPV, podendo ser mais comum em fumantes. Alguns sintomas são ulcerações, vasos e deformidades locais e perda de cílios.

Os tumores malignos mais comuns são: ceratoacantoma, carcinoma sebáceo, carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular, melanoma e sarcoma de kaposi.

Tipos de Tumores mais comuns

Como evitar o surgimento de tumores causados pelo sol

A Dr. Klícia explica que a melhor maneira de evitar tumores nas pálpebras é através do uso de óculos de sol, e sugere que a utilização de protetor solar nas regiões palpebrais deve ser evitada, pois seu contato com os olhos pode acarretar complicações.

Quais são os riscos de um tumor palpebral

A médica oftalmologista do Hospital de Olhos de Vitória fala sobre os riscos dos tumores palpebrais ‘‘Um tumor palpebral pode desenvolver olho seco, úlcera de córnea e perda na qualidade da visão. Os riscos oculares variam entre baixos e altos, podendo em casos mais complexos acarretar a perda total da visão’’

Quais os procedimentos realizados

Os procedimentos realizados para o tratamento ou remoção de um tumor palpebral variam desde o uso de tratamentos tópicos (pomadas, medicamentos) até procedimentos cirúrgicos realizados por profissionais especializados.

(Todos os nossos textos ou conteúdos médicos/científicos são revisados por profissionais especializados).

Deixe uma resposta